10 Dicas para poupar na construção de uma casa

Porquinho melaheiro com casa e notas

Para quem pretende construir a sua habitação própria, convém saber onde estão as principais armadilhas que por vezes criam as derrapagens financeiras irreversíveis. Do primeiro passo à última etapa, existem tarefas simples que ajudam a cumprir ou até mesmo a reduzir o orçamento global.


1. A negociação do financiamento bancário

As ofertas bancárias são inúmeras, mas há uma que será mais coerente com o seu orçamento familiar, para tal, é necessário conhecer os produtos disponíveis em diferentes bancos.

2. Contratar um arquiteto para o licenciamento da obra e projeto de execução

O acompanhamento de um técnico especializado no decorrer dos trabalhos trará a vantagem de estar sempre um passo à frente de cada etapa, prevendo os desvios, os atrasos ou as despesas iminentes.

3. Conseguir um Mapa de Acabamentos e Quantidades completo e detalhado

O mapa de acabamentos e quantidades resulta de um bom projeto de execução, sendo esta a ferramenta indispensável a um orçamentista para calcular todo o tipo de gastos.

4. Fazer um reconhecimento dos materiais existentes no mercado

Dar duas voltas em espaços comerciais de materiais de construção é o mesmo que familiarizar-se com os produtos ao nível da sua qualidade técnica e estética e conhecer os valores de referência. Os materiais de revestimento são tabelados por metro quadrado, sendo por isso muito fácil obter um orçamento geral para os materiais.

5. Negociar individualmente com cada especialidade da obra (fazer administração direta)

Para quem tiver veia de construtor e tempo disponível, é ajustado fazer algum esforço e contratar diretamente as diversas especialidades da obra. Poupará nas comissões, comprando diretamente o material e contratando diretamente a mão-de-obra.

6. Reduzir as áreas secundárias da casa para espaços mínimos de utilização

À exceção dos equipamentos, as obras são pagas por metro quadrado. Por isso, quanto mais poupar nos corredores e átrios largos, ou até nas áreas de serviço, mais reduz no orçamento.

7. Escolher um terreno sem necessidade de intervenção ou preparação

Antes de começar a pagar a construção, ninguém quer pagar por uma demolição. Opte por um terreno limpo, com a inclinação mais favorável ao projeto pretendido, para reduzir custos na elevação da estrutura e mesmo na montagem do estaleiro de obra.

8. Optar pela estandardização na construção o mais possível

A uniformização dos materiais de revestimento, e a métrica ou modulação das estruturas são ferramentas essenciais à redução de custos, por não despenderem ajustes especiais que encarecem a mão-de-obra em tempo e dinheiro.

9. Agendar todas as fases e tarefas previamente

A sincronização dos intervenientes serve para agendar a entrada e a interligação das diferentes especialidades, evitando atrasos e paragens nos trabalhos, que originam em custos para o dono da obra.

10. Não alterar as disposições iniciais do projeto nem do mapa de acabamentos

A cada etapa da obra, as alterações são o pior inimigo de um orçamento detalhado, uma vez que estas põem em causa as quantidades e os preços de referência.

Comentários

Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários